Correção dos Planos de Estudos Tutorados – PET 2 – Semana 5 – 9ºano – Geografia

TEMA: Movimentos Separatistas: focos de tensão no mundo
Caro (a) estudante, nessa semana você vai analisar a questão dos movimentos separatistas com ênfase nos Países Bascos na Europa.
Europa: Espanha e os países Bascos
A população europeia apresenta grande diversidade de povos e culturas. Em vários países europeus são falados dois ou mais idiomas. Entre os idiomas oficiais na Suíça, por exemplo, estão o francês, o alemão e o italiano; já na Bélgica, o francês e o alemão. Diversos idiomas europeus, como o inglês, o espanhol, o francês e o português, ultrapassaram os limites do continente e se tornaram alguns dos mais falados do mundo. Isso ocorreu em razão das conquistas coloniais e da importância geopolítica que esses países exerceram e ainda exercem no mundo. A grande diversidade étnica e cultural e as intensas disputas territoriais ao longo da história fizeram da Europa palco de muitos conflitos, inclusive das duas Grandes Guerras Mundiais. Há, atualmente, conflitos no continente, alguns dos quais, inclusive, envolvem o separatismo. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial a Europa convive com mudanças em suas fronteiras internas. Ao longo desse período, alguns países surgiram e outros deixaram de existir.
A questão basca
Os bascos ocupam uma área que compreende uma parte do nordeste da Espanha e do sudoeste da França.O grande desejo de parcela do povo basco é que o País Basco seja um Estado independente, constituído pelas províncias do território espanhol e francês. O movimento separatista basco ocorre desde o fim do século XIX, sustentado por uma identidade nacional que tem no idioma euskera sua principal característica cultural. Durante a Guerra Civil Espanhola, as províncias ocupadas pelos bascos foram intensamente bombardeadas. Com o fim da guerra, o general Francisco Franco impôs uma sériede medidas contra os bascos, entre elas a proibição da língua e da bandeira basca. Em 1959, foi criado o Euzkadi ta Askatasuna (ETA) – Pátria Basca e Liberdade, em euskera –, organização separatista que adotou a luta armada, promovendo atentados e sequestros de políticos espanhóis, com o objetivo de alcançar a independência. Em 2011, desgastado e sendo reprovado pela população basca por seus atos violentos, o ETA emitiu um comunicado anunciando o fim de suas atividades e declarou um cessar-fogo permanente. Em 2017, o grupo se desfez de todas as suas armas e encerrou suas atividades.

ATIVIDADES

1. ”Alguns conflitos na Europa tiveram origem vários séculos atrás e relacionam-se ao processo de incorporação de territórios e de grupos étnicos minoritários, como é o caso da dominação inglesa sobre os irlandeses e a espanhola sobre os bascos”. (Lucci, Elian Alabi; Anselmo Lázaro Branco e Cláudio Mendonça. Território e sociedade no mundo globalizado: Geografia Geral e do Brasil. Ensino Médio. São Paulo: Saraiva, 2005 p.390.)

Sobre o tema dos conflitos étnicos nacionais, assinale a alternativa correta:

a) Os povos bascos são marcados pela luta por autonomia da região basca e pelo empreendimento separatista na Espanha, com o objetivo de se criar um País Basco, que tomaria todo o território espanhol.

b) A Irlanda do Norte é uma nação independente da Grã-Bretanha, com quem forma apenas uma integração territorial e econômica.

c) O grupo terrorista basco ETA, apesar de lutar pela criação do País Basco, não conta com o apoio da maioria basca e, desde 2006, anunciou a deposição de suas armas. X <—-

d) A luta da Irlanda do Norte por sua independência frente ao território britânico foi marcada por muitos conflitos e, ainda hoje, não existe previsão de pacificação entre as duas partes, com a realização de atentados terroristas praticamente todos os dias.

2. O grupo separatista basco ETA anunciou nesta segunda-feira um cessar-fogo “permanente, geral e verificável”, em um comunicado enviado ao jornal “Gara”, habitual canal de comunicação da organização. O grupo, porém, não informou se concordará em entregar suas armas, uma das principais exigências do governo espanhol. “O ETA decidiu declarar um cessar-fogo permanente e de caráter geral, que poderá ser verificado pela comunidade internacional”, diz o comunicado. “Este é o compromisso firme do ETA com um processo de solução definitivo e com o final do confronto armado”, acrescenta a nota publicada em inglês, espanhol e euskera.

Último Segundo, 10 jan. 2011. Disponível em: . Acesso em: 05 jun. 2015.

O ETA integra o movimento separatista da Espanha que luta pela independência na região:

a) da Catalunha.

b) da Navarra.

c) do País Basco. X <—-

d) da Galícia.

3. A Europa possui o maior e mais dinâmico bloco econômico regional do planeta. Ele é considerado uma União Económica e Monetária, onde além da eliminação das tarifas alfandegárias, é permitida a livre circulação de capitais, serviços e pessoas no interior do bloco. Outra característica importante desse bloco econômico é a adoção da moeda única entre os países integrantes.

Marque a alternativa que corresponde a esse bloco econômico.

a) Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

b) Euro.

c) APEC – Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico.

d) União Européia. X <—-

4. O IRA nasceu na primeira Guerra Mundial. Nos anos 60, participou do movimento pacífico pelos direitos civis. Após o Domingo Sangrento de Belfast, em 1972, transformou-se numa das mais temidas organizações terroristas da Europa”. A referida organização está relacionada com a situação política da

a) Alemanha.

b) Irlanda do Norte. X <—-

c) Itália.

d) Espanha.

5. Observe o mapa abaixo e identifique a região dos povos bascos.

a) Identifique a localização , continente, país, região, fronteira.

Entre o Norte da Espanha e o Sudoeste da França. Continente europeu, Espanha, fazendo fronteira com a França.


b) Escreva a principal reivindicação do povo Basco.

O movimento separatista basco ocorre desde o fim do século XIX, sustentado por uma identidade nacional que tem no idioma euskera sua principal característica cultural. Reivindicam autonomia territorial referente ao seu grupo étnico no interior da Espanha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.